Dúvidas Frequentes

Tem alguma dúvida? Esse canal pode te ajudar, aqui você terá todos os esclarecimentos.

Dúvidas mais acessadas

  • Assistência Funeral


    • Como acionar os serviços?

      Entrar em contato com a Central de Atendimento 0800 e informar o nome do Titular do Plano e o nº do CPF ( serviço disponível 24 horas por dia).

      link permanente
    • Posso arcar com as despesas e depois pedir o reembolso?

      Não é previsto reembolso no caso de não acionamento do serviço de assistência funeral.

      link permanente
    • O que é o Traslado?

      É a remoção do corpo da Cidade onde ocorreu o óbito até o Local do Sepultamento ou a Cidade de Domicílio.

      link permanente
    • Como faço para receber o Seguro de Acidentes Pessoais do Titular?

      Deve- se entrar em contato com 0800, fornecido pelo Portal CNC Brasil, comunicar o falecimento e receber as orientações referentes a indenização.

      link permanente
    • Qual o prazo para o pagamento do Seguro?

      O Órgão que fiscaliza as Seguradoras determina o prazo de 30 dias da data de entrega do último documento faltante (regra geral também para outros tipos de seguros).

      link permanente
    • Como posso provar que tenho o plano?

      Depois de efetuado o pagamento, em até 15 dias úteis será enviado via e-mail um KIT (certificado de apólice, 0800 e Manual).

      link permanente
    • Como proceder em caso de atraso nas parcelas?

      Basta efetuar o pagamento no ambiente de pagamento do Portal CNC Brasil, o não pagamento até determinado período acarretará o cancelamento do contrato.

      link permanente
    • Como faço para cancelar o plano?

      Enviar e-mail manifestando sua vontade ou não renovar período de pagamento.

      link permanente
  • Cerimônia


    • O que é cremação?

      É um procedimento moderno que acelera a decomposição do corpo transformando-o em cinzas.

      link permanente
    • Como são essas urnas?

      São pequenos recipientes de acabamento e forma variados em madeira, cerâmica, mármore, bronze ou porcelana.

      link permanente
    • A cremação é cara?

      Não. Apesar de usar equipamentos e recursos de alta tecnologia, a cremação tem custos consideravelmente acessíveis.

      link permanente
    • A cremação substitui o velório?

      Não. Numa cremação, todo cerimonial de velório permanece o mesmo, respeitando as tradições dos diferentes rituais fúnebres.

      link permanente
    • Quando surgiu a cremação

      A cremação surgiu por volta de 3.000 A.C., na Europa, provavelmente junto aos povos eslavos. O 1º crematório dos EUA surgiu em 1876, em Washington, Pennsylvania, criado pelo Dr. Julius LeMoyne. Em 1963, no Concílio Vaticano II, a Igreja Católica revogou a proibição à cremação. O sistema passou a crescer em todo o mundo, inclusive no Ocidente.

      link permanente
    • Minha religião aconselha a cremação?

      Nenhuma das religiões mais praticadas se opõe à prática da cremação, com exceção do Judaísmo Ortodoxo e do Islamismo. A Igreja Católica também não é contra desde o Concílio Vaticano II. Algumas correntes espíritas recomendam a espera de no mínimo 72 horas entre o momento do óbito e o da cremação, o que deve ser previamente acertado com o Crematório para cumprimento do prazo.

      link permanente
    • O que são lóculos cinerários?

      São espaços destinados à guarda da urna com os restos cremados.

      link permanente
    • Em que momento a família se despede do ente querido?

      A despedida acontece no velório, acompanhada de todas as homenagens póstumas tradicionais.

      link permanente
  • Legislação


    • Preciso deixar por escrito a vontade de ser cremado?

      Pode-se deixar por escrito esse desejo, mas a cremação também é permitida com a autorização expressa de um familiar direto.

      link permanente
    • A cremação é realizada imediatamente após o óbito?

      Não. As normas legais determinam que se aguarde no mínimo 24 horas após a ocorrência do óbito para que se proceda a cremação.

      link permanente
    • Quando iniciou a cremação no Brasil?

      Em 1973, com o Crematório de Vila Alpina, em São Paulo. Hoje já são quase duas dezenas em todo o Brasil, em cidades como Porto Alegre, São Leopoldo, Curitiba (2), São Paulo, Santos (SP), São José dos Campos (SP), Vila Velha (ES), Rio de Janeiro, Contagem (MG), Brasília, Salvador e Fortaleza.

      link permanente
    • Quem teve morte violenta também pode ser cremado?

      O corpo cujo óbito tenha sido de forma violenta só pode ser cremado mediante autorização judicial.

      link permanente
    • Os restos mortais também podem ser cremados?

      Sim, os corpos já sepultados podem ser cremados desde que obedeçam ao tempo mínimo de exumação (retirada dos restos mortais), conforme legislação de cada cemitério. Corpos cujo óbito ocorreu de forma violenta só podem ser cremados com autorização judicial ou transcorridos 20 anos da morte.

      link permanente
    • Qual o procedimento para estrangeiros não residentes no país?

      No caso de morte natural de cidadão estrangeiro, não residente no país, a cremação deverá ser devidamente autorizada por autoridade judicial competente, mediante solicitação formulada pelo consulado do país expedidor do passaporte do falecido, da qual conste o nome e cargo de quem a formulou.

      link permanente
  • Meio Ambiente


    • O que é feito com as cinzas após a cremação?

      As cinzas são acondicionadas em uma urna especial, escolhida pela família, que pode ser guardada em nichos, jazigos perpétuos, ou em casa, como melhor convir à família.

      link permanente
    • Existe alguma espécie de odor ou fumaça durante a cremação?

      Não, de espécie alguma. Com o equipamento de alta tecnologia usado no Crematório não existe nenhum tipo de fumaça ou odor. A autorização de funcionamento do equipamento só é dada quando são rigorosamente obedecidas todas as normas ambientais.

      link permanente
    • Cremação é uma solução para os problemas ambientais?

      Neste início de século, não somente o país, mas o mundo, face aos problemas ambientais que se acentuam com a escassez de áreas adequadas para as necrópoles (cemitérios), observa-se que há uma tendência mundial de retomada e popularização da cremação dos mortos. Atualmente,torna-se cada vez mais reconhecida a importância do meio ambiente com a preservação da natureza. Porém, nessa onda, alguns pontos de grande importância passam batidos, um deles, apesar de mórbido e desconhecido à população, refere-se à poluição que os cemitérios podem causar. Poucos imaginam ou sequer chegam a pensar na possibilidade de que os mortos são capazes de se tornar perigosos poluentes. O processo de decomposição de um corpo, que leva em média dois anos e meio, faz com que se origine um líquido chamado necrochorume. Este composto é eliminado durante o primeiro ano, após o sepultamento. Trata-se de um líqüido viscoso, com a coloração acinzentada que, com a chuva, pode atingir os lençóis freáticos, ou seja, a água subterrânea de pequena profundidade. Pesquisas demonstram que 75% dos cemitérios analisados, poluem os lençóis freáticos tornando a água dos arredores, utilizadas nos serviços domésticos, totalmente contaminadas com o líquido liberado pelos cadáveres, de forma a contribuir com a proliferação de doenças.

      link permanente
  • Procedimentos


    • Quantos corpos são cremados de uma vez?

      Um de cada vez. Não há qualquer possibilidade de ser diferente, pois o próprio equipamento comporta apenas um corpo a cada vez que é acionado.

      link permanente
    • Pode-se cremar somente os ossos para exumação?

      Sim, isso é perfeitamente possível e recomendado às famílias.

      link permanente
    • O caixão é queimado juntamente com o corpo?

      Sim. No entanto, as cinzas do caixão e das roupas ficam muito finas dada a alta temperatura de atuação do forno, e assim não se misturam às cinzas do corpo.

      link permanente
    • Um corpo com marca-passo pode ser cremado?

      Sim. No entanto é preciso que se retire o marca-passo serviço este realizado antes da cremação, pelo Hospital ou Funerária, possibilitando dessa forma que a cremação transcorra normalmente.

      link permanente